Reportagem

Sever do Vouga promoveu ação coletiva de voluntariado ambiental

Enquanto uns limpavam e criavam pontos de recolha em terra, nas margens do Vouga, outros desceram o rio em caiaque

Foto: José Vieira

“Não há margens para dúvidas” foi o lema da iniciativa que propôs fazer um exercício coletivo de consciencialização ambiental num dos ex-libris de Sever do Vouga, o rio Vouga, que possui um importante papel na dinamização do turismo no concelho. No terreno, estiveram voluntários divididos em grupos. Enquanto uns limpavam e criavam pontos de recolha em terra, nas margens do Vouga, outros desceram o rio em caiaques com o mesmo objetivo: retirar o lixo. A intervenção teve início na albufeira da praia fluvial Quinta do Barco e estendeu-se por cinco quilómetros até a Foz. A ação contou também com a participação de mergulhadores dos Bombeiros Voluntários de Sever do Vouga.

Três toneladas de lixo foi o balanço ao final do dia de resíduos recolhidos.

Com paletes oferecidas, foram feitos receptáculos de forma a depositar nas principais entradas de acesso ao rio, uma vez que são encontrados, com frequência, plásticos e resíduos nestas zonas.

É fundamental que este tipo de iniciativas continuem” afirmou Raul Silva, coordenador da QUERCUS de Aveiro. “O património natural, o rio vouga, a sua bacia hidrográfica, todo o ecossistema é muito importante e é por isso que têm estatuto de proteção, finalizou o coordenador.

Se queremos proteger o ambiente e o património natural começamos por eles quando são pequeninos” sublinhou Nuno Formigo, da Faculdade de Ciência do Porto, que veio falar da importância da água, da sua qualidade, como tratar e gerir os rios e o que estamos a fazer mal ou bem.

Sever do Vouga promoveu ação coletiva de voluntariado ambiental
«Cima»