Vale de Cambra

Casa da Broa: Uma força na promoção do Turismo e do Território

Ciente de que a promoção nacional do concelho é indissociável da adoção de uma política coerente para o sector da cultura e do turismo, a Câmara Municipal de Vale de Cambra celebrou este domingo, 25 de abril, um protocolo de cedência da antiga escola primária de Paraduça à Associação de Desenvolvimento Turístico e Promoção Cultural de Paraduça (ADTPCP) . O grande objetivo é a promoção e divulgação da já conhecida Broa de Milho, potenciando o interior do concelho e todas as suas potencialidades.
Reconhecendo a “grande expetativa” em torno do desenvolvimento desta Casa, o Presidente da Câmara Municipal de Vale de Cambra, José Pinheiro, destacou que “o mais importante é hoje podermos dar este pontapé de saída, e constatar que valeu a pena, e que vale a pena, apostar neste tipo de iniciativas, olhando para o interior do concelho como um potencial imenso que está adormecido e que importa despertar. E o somatório de várias iniciativas locais neste interior permitirão pôr o concelho no mapa da região e do nosso país”.


O autarca, visivelmente satisfeito com mais este passo dado em prol do desenvolvimento estratégico do Turismo, destacou a experiência e as provas dadas da comunidade local, e em concreto da Associação, na confeção desta broa de milho. José Pinheiro acredita assim, que “dentro de algum tempo teremos a broa de Paraduça nos nossos restaurantes e nos restaurantes dos concelhos limítrofes. E que muita gente se deslocará a Paraduça para consumir esta broa”.
O momento “histórico num edifício já com história”, tal como lhe chamou Sérgio Ferreira, Presidente da Associação, culminou com a atuação dos alunos da Classe de Violino da Academia de Música de Vale de Cambra e com a degustação da Broa de Paraduça.
A inauguração da Casa da Broa contou ainda com as presenças do Presidente da Assembleia Municipal de Vale de Cambra, Miguel Paiva; dos Vereadores Daniela do CDS-PP e do PSD; do Presidente da Junta de Freguesia de Arões, Arménio Lige, e de João Carlos Pinho, Coordenador da ADRIMAG.

Esta obra representa um investimento elegível de 204.421,00€, cofinanciada pelo Norte2020 no valor de 173.757,85€ FEDER, o que representa uma taxa de comparticipação de 85%.
Trata-se de um projeto âncora integrado no Programa de Ação da Estratégia de Eficiência Coletiva (EEC) PROVERE “Turismo para Todos” sendo a ADRIMAG responsável pela gestão/implementação do referido Programa de Ação.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

    X
    Bem vindo ao Notícias Ribeirinhas
    Há 21 anos a informar as gentes ribeirinhas
    WooChatIcon 0