Águeda Educação Live

Câmara de Águeda implementa atividades de educação não formal nas escolas

Ações integram Plano de Atividades anual e incluem dinâmicas como astronomia, teatro e iniciativas lúdicas

A Câmara Municipal de Águeda dinamiza, ao longo do ano letivo, um conjunto de atividades de cariz educativo não formal que visam contribuir para o enriquecimento da comunidade escolar. Astronomia das Escolas, Desfile de Carnaval, Semana do Teatro e Férias em Movimento são algumas das ações previstas que integram o Plano Anual de Atividades programadas pelo Município para serem desenvolvidas durante o corrente ano letivo.

“Apostamos na dinamização de atividades nas escolas que, de forma colaborativa com o corpo diretivo e docente dos estabelecimentos de ensino do concelho, possam complementar a componente pedagógica lecionada e enriquecer as nossas crianças com conteúdos lúdicos, culturais e até científicos”, disse Marlene Gaio, Vereadora da Educação da Câmara de Águeda.

Uma das iniciativas deste calendário prende-se com o ensino da astronomia, numa atividade que é desenvolvida pelo Município em parceria com a FISUA – Associação de Física da Universidade de Aveiro desde há mais de uma década e que está a decorrer, uma vez mais, em todas as escolas do concelho. A “Astronomia nas Escolas” envolve, este ano, 775 alunos dos 3.º e 4.º anos de escolaridade e está a decorrer até à próxima sexta-feira.

Este projeto apresenta uma forte interdisciplinaridade com outras ciências, por exemplo com a Matemática e a Física e pretende, não só contribuir de forma positiva para o enriquecimento da comunidade escolar, como despertar nos alunos o desejo pela ciência.

“Os temas que são aqui ensinados vão sempre ao encontro do que eles vão abordar em termos pedagógicos nas escolas”, explicou José Matos, docente da Universidade de Aveiro e responsável pela dinamização da “Astronomia das Escolas” por toda a região. Percorrendo as escolas do concelho há mais de uma década, afiança que “o impacto (do ensino destas matérias) é muito positivo e as crianças recordam-se das coisas de um ano para o outro. Trabalha-se muito bem com eles”, continuou.

Marlene Gaio acompanhou uma das “aulas” de astronomia, na EB António Graça, onde as crianças, ávidas de conhecimento, iam aprendendo um pouco mais sobre Plutão, o tema deste ano desta atividade.

É uma “semente” de conhecimento que é “plantada”, com recurso a uma abordagem pedagógica criativa e que depois é explorada e continuada pelos docentes nas suas aulas.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Send this to a friend