11.6 C
Aveiro
Sábado, Junho 22, 2024
InícioSolidariedadeMuito material escolar chegou na passada semana, proveniente de Vagos, a Cabo...

Muito material escolar chegou na passada semana, proveniente de Vagos, a Cabo Verde

Data:

Notícias Populares

Cavaleiro Marcelo Mendes ataca a cavalo manifestantes contra a tourada na Torreira

O insólito aconteceu quando o Ribeirinhas estava a entrevistar Mariana Pinho, uma das responsáveis da manifestação

Albergaria-a-Velha arde há 3 dias, casas em risco

Albergaria-a-Velha luta há 3 dias contra os incêndios. Depois...

Mau tempo destrói frente de praia no Furadouro

Ainda agora arrancou o novo ano e já se...
Publicidadespot_imgspot_imgspot_imgspot_img

No âmbito da campanha de recolha de material escolar para as crianças do pré-escolar e do primeiro ciclo que estudam em Santa Cruz de Cabo Verde foram entregues, na passada semana três paletes de equipamento diverso naquele país africano e integrante dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP).

Esta campanha surgiu no decurso do contacto do vereador da Educação da Câmara Municipal de Santa Cruz, Nilton Paiva, solicitando este apoio ao Município de Vagos, à margem da assinatura do protocolo tripartido na área da Educação entre o Município de Vagos, o Município de Santa Cruz e a Escola Profissional de Agricultura e desenvolvimento Rural de Vagos.

Este material servirá para suprir a carência dos estudantes de Santa Cruz, cumprindo o Município de Vagos, desta forma, com o seu compromisso em contribuir para que as crianças cabo-verdianos possam ter mais condições para efetuar a sua aprendizagem.

Este gesto só foi possível graças à solidariedade de toda a comunidade escolar do concelho de Vagos que se empenhou, no período de duração desta campanha, em disponibilizar o material necessário, que foi bastante diversificado. Este ato de solidariedade é extensível ao empresário da região que disponibilizou os seus contentores para o envio do material.

Com efeito, para Santa Cruz seguiram lápis de cor e carvão, canetas de escrever e de pintar, capas, dossiers, borrachas, tesouras, afiadeiras, tintas de várias cores, pincéis, mochilas, porta-lápis, cartolinas, papel crepe e celofane, cadernos quadriculados e pautados, plasticina e frascos de cola branca.

Este ato de solidariedade dos vaguenses para com as crianças de Santa Cruz é, nas palavras do vereador Pedro Bento, “uma prova inequívoca de que os vaguenses, desde os mais pequenos aos adultos, sempre que são chamados a colaborar com quem mais necessita, dizem presente”. Do ponto de vista prático, reafirma que “este ato contribui de uma forma bastante importante para que as crianças de Santa Cruz possam ter ao seu dispor melhores condições de base para o seu aprendizado, o que ganha maior importância e relevância quando estamos a falar de alunos que estão a começar a fazer a sua formação”.

Para o futuro, Pedro Bento quer “continuar a dar cumprimento ao protocolo estabelecido há pouco menos de um ano”.

Recorde-se que ao abrigo do acordo tripartido entre Vagos, Santa Cruz e EPADRV há o objetivo, entre outros, de proporcionar nesta instituição de ensino, formação profissional aos alunos provenientes de Cabo Verde.

O protocolo firmado assenta em alguns pilares que se consideram fundamentais, nomeadamente, o intento do Município de Vagos em promover as suas instituições educativas, na perspetiva de dar visibilidade à qualidade do seu trabalho; a disponibilidade e interesse da Câmara Municipal de Santa Cruz para se associar à atribuição de vagas aos alunos que ingressem nos cursos da EPADRV, que é, por seu turno, uma escola que se tem distinguido como um centro de criação, transmissão e difusão do conhecimento científico e tecnológico com o objetivo da melhor preparação dos cidadãos, proporcionando um espaço para o desenvolvimento de competências profissionais e que tem do seu lado a experiência na colaboração com entidades públicas e privadas, através da parceria estabelecida com empresas e instituições e, muito particularmente, na prestação de formação profissional a alunos dos PALOP, assim como fazer deslocar formadores da EPADRV no sentido de dar formação à comunidade local.

Redação
Redação
Na redação trabalhamos diariamente para o informar de uma forma isenta, trabalhando apenas a verdade. Porque sabemos que preza o nosso valor, porque sabemos que nos segue, nos lê e nos dá o seu apoio.

Subscrever

- Nunca perca uma notícia

- Conteúdos exclusivos

- Veja em todos os dispositivos

Últimas Entradas

Publicidadespot_img
Send this to a friend