11.1 C
Aveiro
Quinta-feira, Abril 25, 2024
InícioAmbienteOliveira do Bairro apresentou os resultados de 2022 da sua estratégia de...

Oliveira do Bairro apresentou os resultados de 2022 da sua estratégia de redução de resíduos urbanos

Data:

Notícias Populares

Cavaleiro Marcelo Mendes ataca a cavalo manifestantes contra a tourada na Torreira

O insólito aconteceu quando o Ribeirinhas estava a entrevistar Mariana Pinho, uma das responsáveis da manifestação

Albergaria-a-Velha arde há 3 dias, casas em risco

Albergaria-a-Velha luta há 3 dias contra os incêndios. Depois...

Mau tempo destrói frente de praia no Furadouro

Ainda agora arrancou o novo ano e já se...
Publicidadespot_imgspot_imgspot_imgspot_img

O Município de Oliveira do Bairro apresentou na passada quinta-feira, 30 de junho, os resultados de 2022 da sua estratégia de redução de resíduos urbanos.

Jorge Pato, Vice-Presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro e responsável pelo pelouro do Ambiente e da Higiene Urbana, salientou na ocasião a redução, de 2021 para 2022, de 3,53% em resíduos urbanos indiferenciados. “São perto de 300 toneladas a menos num só ano, o que é muito significativo”, explicou o autarca.

Em paralelo, a recolha de resíduos seletivos, devidamente separados pelos munícipes, aumentou 26,51%, o que equivale a 303,67 toneladas, mais 13,12kg de resíduos recicláveis recolhidos por habitante no concelho, no ano de 2022.

Para reforçar a relevância destes resultados, Jorge Pato referiu que o aumento da quantidade de resíduos recolhidos seletivamente nos 36 municípios que integram a ERSUC, entidade responsável pelo tratamento e valorização de Resíduos Urbanos no Litoral Centro, para o mesmo período, foi de 5,26%. “Estamos a falar de mais 21 pontos percentuais do que a média da ERSUC, o que é absolutamente extraordinário e diz muito da qualidade do trabalho que temos realizado em Oliveira do Bairro”, acrescentou.

Relativamente à a taxa de reciclagem de resíduos de papel e cartão, de plástico e metal e de vidro, o Concelho de Oliveira do Bairro atingiu em 2022 os 15,03%.

Estes resultados vêm confirmar, de acordo com o responsável da autarquia bairradina, a “constante melhoria de desempenho do nosso serviço de gestão de resíduos urbanos, através do aumento da separação de resíduos recicláveis e da diminuição da quantidade de resíduos indiferenciados recolhidos, a par de uma resposta e adesão extraordinária por parte dos munícipes oliveirenses aos projetos e iniciativas que temos proposto e implementado”.

Outro número importante apresentado refere-se à quantidade de resíduos urbanos recolhidos no concelho em 2022, que foi de 9.794 toneladas, das quais 8.194 toneladas de resíduos indiferenciados, 30 toneladas de biorresíduos (11,34 toneladas no âmbito do projeto “Dar Valor é Dar Vida” e 18,92 toneladas provenientes da recolha de resíduos verdes) e 1.449 toneladas de resíduos recicláveis. Neste último caso, o impacto positivo no ambiente pode medir-se através das 956 toneladas de CO₂ que não foram emitidos para a atmosfera, devido a essa recolha seletiva de resíduos recicláveis.

Conforme foi também explicado, a recolha porta-a-porta apresenta um impacto muito positivo na quantidade de resíduos recicláveis recolhidos, em especial com o projeto “Separar para mais Reciclar”. Esta iniciativa do Município de Oliveira do Bairro abrangia, no final de 2022, mais de 3.780 moradias em todo o concelho, e permitiu encaminhar para valorização mais de 491 toneladas de resíduos recicláveis. Atualmente, conta com cerca de 4.800 inscrições.

No caso dos biorresíduos, contribuiu para estes valores o projeto municipal “Dar Valor é Dar Vida”, que em 2022 estava limitado à recolha porta-a-porta em 50 habitações do concelho e que em 2023 foi alargado a toda a população, prevendo-se um aumento ainda mais significativo nos resultados deste ano. Em junho de 2023, primeiro mês desta nova fase do projeto, foram recolhidas 17,32 toneladas de biorresíduos, superando as quantidades recolhidas em todo o ano de 2022.

Recorde-se que, através do projeto Dar Valor é Dar Vida, os munícipes inscritos recebem gratuitamente baldes de 10 litros para separar e depois depositar os seus biorresíduos em contentores espalhados pelo concelho ou em compostores, nas habitações com condições para fazer compostagem doméstica. Este projeto, abrange também o Canal Horeca (estabelecimentos de restauração e bebidas, hotéis e cantinas), com a entrega de um balde de 10 litros e um contentor de 120 litros destinado à recolha porta-a-porta de biorresíduos.

Refira-se ainda que o Município de Oliveira do Bairro é pioneiro a nível nacional na recolha seletiva de biorresíduos, sendo mesmo o primeiro da área de ação da ERSUC.

Redação
Redação
Na redação trabalhamos diariamente para o informar de uma forma isenta, trabalhando apenas a verdade. Porque sabemos que preza o nosso valor, porque sabemos que nos segue, nos lê e nos dá o seu apoio.

Subscrever

- Nunca perca uma notícia

- Conteúdos exclusivos

- Veja em todos os dispositivos

Últimas Entradas

Publicidadespot_img
Send this to a friend