11.1 C
Aveiro
Quinta-feira, Abril 25, 2024
InícioAlbergaria-a-VelhaO Município de Albergaria-a-Velha vai criar um Centro Pedagógico orientado para a...

O Município de Albergaria-a-Velha vai criar um Centro Pedagógico orientado para a Arqueologia e o Ambiente no Monte de São Julião, na freguesia da Branca

Data:

Notícias Populares

Cavaleiro Marcelo Mendes ataca a cavalo manifestantes contra a tourada na Torreira

O insólito aconteceu quando o Ribeirinhas estava a entrevistar Mariana Pinho, uma das responsáveis da manifestação

Albergaria-a-Velha arde há 3 dias, casas em risco

Albergaria-a-Velha luta há 3 dias contra os incêndios. Depois...

Mau tempo destrói frente de praia no Furadouro

Ainda agora arrancou o novo ano e já se...
Publicidadespot_imgspot_imgspot_imgspot_img

O anúncio foi feito pelo Vice-presidente da Câmara Municipal de Albergaria, Delfim Bismarck.

Este projeto tem como objetivo ser um espaço de fruição para a comunidade, valorizando o património arqueológico, ambiental e paisagístico, e nasce de uma parceria do Município de Albergaria a Velha com o Centro de Arqueologia de Arouca, a Associação BioLiving e a Loci Studio.

Este centro pedagógico incluirá a musealização do espaço arqueológico, uma rede de percursos com sinalética a explicar os valores do sítio, um miradouro, um espaço de clareira para recreio e lazer, uma zona de receção, sanitários e estacionamento.

Nas várias escavações arqueológicas desenvolvidas no Monte de São Julião, já foram identificados importantes vestígios, desde a ocupação pré-histórica (a mamoa), passando por um povoado dos finais da Idade do Bronze (muralha ou estrutura de delimitação e utensílios de uso doméstico), até ao século XIX, com a identificação de um posto de telegrafia ótico (telégrafo militar).

Além do valor científico do local, existe o potencial para criar uma “ilha” de regeneração e proteção ambiental, daí o projeto incluir a recuperação ecológica do Monte de São Julião. Foram identificadas dezanove espécies de flora nativa e cinco de flora exótica, das quais quatro invasoras. O objetivo é limpar a área das plantas invasoras e promover a plantação de espécies nativas, como o sobreiro, carvalho, carvalhiça, castanheiro, medronheiro ou o sanguinho-de-água. Salienta-se ainda a presença de um importante património faunístico com a presença de invertebrados, répteis, anfíbios, aves, mamíferos não voadores e mamíferos voadores (morcegos).

Para proceder à recuperação ecológica do local, o Município de Albergaria-a-Velha e a Associação BioLiving vão promover uma ação de voluntariado em fevereiro e março para a remoção e controlo de eucaliptos e de espécies exóticas e invasoras, seguindo-se a regeneração natural e a plantação de espécies nativas.

Artur Arede
Artur Arede
Desde sempre ligado à comunicação, Artur Arede passou por órgãos nacionais, bem como por órgãos regionais, Rádio Soberania, RCV, etc. Atualmente, está ligado à comunicação, como subdiretor do Aveiro TV, Correio de Sever , Ribeirinhas TV e Jornal Abrigo.

Subscrever

- Nunca perca uma notícia

- Conteúdos exclusivos

- Veja em todos os dispositivos

Últimas Entradas

Publicidadespot_img
Send this to a friend